ACIMA DA REVOLTA, DA DOR E DO SOFRIMENTO, A PREOCUPAÇÃO COM O PRÓXIMO

by

Elaine se deixou levar pelo ar senhorial da mulher de cabelos grisalhos que conduzia uma Bíblia na mão e aceitou viajar para a Itália para conhecer um pretendente. 

Mas a realidade era outra. Ela havia sido vendida  como escrava sexual. Ficou sem seu passaporte, sem suas poucas economias e  foi trancafiada num  quarto, alimentado-se apenas de alface e bebendo água mineral com gás. 

Nos quinze dias de amargor que passou “aprisionada”, foi oferecida à clientes alemães e turcos, além de ser forçada a manter relações sexuais com o seu suposto marido italiano e que se dizia seu “dono”.

Mas havia um plano importante para sua vida e assim ela conseguiu fugir e chegar à estação de trem, de onde os policiais de plantão telefonaram para um tradutor do consulado brasileiro.

Elaine conseguiu voltar para o Brasil. Mais magra, acometida de hepatite e por conta das ameaças que recebe, vive mudando de endereço para não ser encontrada.

Elaine está bastante revoltada, principalmente por saber que sua aliciadora continua em plena atividade. Mas suplantando a dor, a revolta e o sofrimento, aflorou em seu coração a preocupação com o próximo. Ela dá palestras para jovens em comunidades carentes que estão prestes a abraçar o mesmo caminho.

“As meninas me agradecem, às vezes, já estão até de passagem comprada.”

“Não desistir. Essa é minha luta.” – disse ela em entrevista

Fonte:BBC/BR-26/03

                                                                                             ESSA FOI BOA!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: