França adota carroças contra aquecimento global – Um exemplo a ser seguido

by

As prefeituras de cerca de 70 cidades francesas estão substituindo veículos motorizados por carroças puxadas por cavalos.

A utilização de carroças puxadas por cavalos é uma forma que os governantes encontraram para contribuir na luta contra o aquecimento global e contra o aumento das taxas de emissão de CO2, gás considerado o principal causador do efeito estufa.

Ao usar as carroças de tração animal, para realizar serviços públicos, tais como coleta de lixo, transporte de pessoas e manutenção de jardins, não há consumo de nenhum tipo de energia fóssil ou elétrica.

Além disso, o animal não polui o meio-ambiente. Já quando o serviço é feito com veículos motorizados, nas curtas distâncias, é comum o motorista não desligar o motor, o que provoca um aumento na emissão de gases poluentes.

No aspecto econômico, segundo Olivier Linot, secretário-geral da Prefeitura de Trouville-sur-Mer, cidade na Normandia,a utilização de carroças para recolher garrafas recicláveis em restaurantes, é menos dispendiosa pois  o preço dos cavalos é mais acessível e o tempo de trabalho do animal é superior ao dos carros.

Aos cavalos são acoplados sacos plásticos para colher suas fezes na busca de manter as cidades limpas.

A idéia está se expandindo para os grandes centros como Lyon e Paris.

Em Bordeaux, Montpellier e Versalhes, entre outras, as polícias municipais também passaram a utilizar cavalos para realizar funções nas quais eram usados veículos motorizados.
                                                Essa foi boa!

                                           
fonte: BBC-Br – 07/12/07
by Essência

Uma resposta to “França adota carroças contra aquecimento global – Um exemplo a ser seguido”

  1. Cleber (Presidente) Says:

    Embora essa não seja a grande solução para o problema, ela poderia servir de alicerce para uma ação global efetiva, ainda que, com certeza, alguns países deverão recusar a implementação de medida dessa ordem. O próprio EUA, que já se recusa participar do protocolo de Quioto, deverá ser um deles. Tanto as nações industrializadas quanto os países em desenvolvimento emitem dióxido de carbono, no entanto, numa comparação da média de emissão por habitante, EUA, Alemanha, Russia e Grã-Bretanha destacam-se como as principais responsáveis pela emissão de gases. Outra solução seria adotar fontes renováveis de energia, como a proveniente dos ventos ou do sol, uma vez que não produzem qualquer tipo de poluição, para substituir o processo normal de geração de energia.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: